Air Celebration, La libération a toujours été là.

Unidade, cocriação e ilusão - 4:45 (19/02/2014)



    
 
Questão: Se saímos desse mundo de dualidade, chega-se à androginia primordial em outro mundo, e o que é que se experimenta?

Air: Mas você pode sair da dualidade agora, nesse mundo.
O que mantém a dualidade é apenas o fato de que você tem a sensação de ser uma pessoa separada do conjunto das outras pessoas.
Você tem a sensação de estar separado e, de repente, em cascata, toda a ilusão revela-se.

É a ilusão da separação que cria o conjunto de ilusões.
A partir do momento em que você vê, em você, que não há ninguém, que nada há e que, finalmente, há apenas o Um, então, naquele momento, nos outros você não vê mais do que o Um.

É dito que se poderia ser cocriadores ou que se tornaria.
Mas se o somos, somos a partir de agora.
Não vai acontecer um truque, à noite, que faça com que, hoje, nós não sejamos cocriadores e, amanhã, nós o seremos.
Se nós o somos, nós o somos agora.

Pode-se tentar observar: «Será que eu crio o mundo no qual eu estou?».
E, se você olha atentamente, sim.
Se, em seu mundo, você vive separado, se, em seu mundo, você vive conflitos interiores, você os vê emergir no exterior e, aí, você não se diz: «eu sou cocriador» aí, você diz: «boa a ilusão, hein...».
Você não vê, naquele momento, você manifesta aquilo a que você adere.
E tem-se, mesmo, tendência a colocar-se em uma situação de vítima: «Ah sim... está-se entalado na ilusão».
Mas não.

Isso quer dizer que, agora, é possível parar de projetar-se no espaço e no tempo, e é a proposição que está aí, sustentada, efetivamente, pelo que poderia aparecer como elementos de temporalidade, mas não se sabe se o tempo existe e eu o lembro: estamos nisso, aí (ndr: em referência às constatações feitas na investigação, a ler no site, na rubrica «Meditação e investigação» Sessão 1, Meditação 3: «A memória»).

Houve 320.000 anos de separação?
Disseram isso, mas, você o verificou?
Quem se importa?
O que eu lhe digo é que, aqui e agora, não há separação, mas é livre a você querer continuar a experimentar a ilusão da separação, de qualquer forma.
Porque a ilusão é isso: é a ilusão da separação.
E o princípio de uma ilusão é que não é uma realidade,

Quando um mágico faz um truque de magia, na realidade, há um truque em qualquer lugar e, quando você olha para onde ele atrai sua atenção, de fato, ele está fazendo o truque do outro lado: a ilusão funciona exatamente similar.
Se você investiga, seriamente, você não pode verificar a existência dessa ilusão.



Proposto por Air
http://www.air-celebration.org